Carlos Seixas contratado para Treinador Adjunto da Selecção Nacional Sénior Feminina

Foi dado a conhecer na passada sexta-feira que o ex-jogador de basquetebol profissional Carlos Seixas foi nomeado treinador adjunto da selecção nacional sénior feminina.

Seixas que após uma grande carreira como atleta já estava ligado à Federação Portuguesa de Basquetebol como responsável pelos conteúdos publicados no site da FPB, realizando um excelente trabalho nesta área, remodelando todo o site até então existente e estando agora o site constantemente actualizado e com diversas notícias e entrevistas pertinentes.

Sem nunca pormos aqui em causa o conhecimento da pessoa Carlos Seixas relativamente ao basquetebol e as suas capacidades e sem nunca esquecermos a sua basta experiencia enquanto jogador de alta competição, com grande experiencia nas selecções nacionais e mesmo a sua passagem por campeonatos estrangeiros, não podemos aceitar esta nomeação sem alguma surpresa.

Isto porque, como esta mais que provado em várias modalidades e pelo mundo fora, ter sido um grande praticante não significa que será um grande treinador!

Isto porque, ter tido muita experiencia como jogador, não significa ter muita experiência enquanto treinador!

Isto porque, não deixa de dar a sensação de que a Federação está arranjar um…”tacho”!

O presidente da Federação, Mário Saldanha, aquando da apresentação de Carlos Seixas nas suas novas funções comunicou que “ Esta é uma aposta da Federação. Queremos aproveitar a experiência de jogadores que são referência na modalidade para ajudar as selecções portuguesas. O Carlos Seixas, pelo seu passado, insere-se nesse grupo”.

Após a leitura desta citação outras questões se levantam, a primeira e já repetida, experiência, sim Carlos Seixas tem muita, como jogador, como treinador…

Outra questão, mesmo que a experiência como jogador fosse algum fundamental, como é lógico e obvio, qual é a experiência de Carlos Seixas no basquetebol …feminino?

E a última questão que levantamos, não sendo a menos importante, é a seguinte: e os treinadores e treinadoras que trabalham hà vários anos no basquetebol feminino (o parente pobre!) e vêm de repente alguém chegar muito rapidamente ao topo, o que pensam eles(as)? Será que o seu trabalho é reconhecido? Será que não há ninguém suficientemente experiente e capaz para desempenhar esse cargo que tem a Federação que aposta na experiência de um ex-jogador?

Deixamos a nossa opinião para reflexão do caminho que se trilha no basquetebol, reforçando sem nunca pôr em causa a capacidade de Carlos Seixas, mas sim de quem nomeia e toma as decisões directivas.

 

Como nota final e entrando na linha de raciocínio que esta ser levada a cabo, daqui a uns tempos ainda vamos ver a experiencia da Ticha Penicheiro ao serviço da Selecção Nacional Sénior Masculina!

Explore posts in the same categories: Artigos - opinião

3 comentários em “Carlos Seixas contratado para Treinador Adjunto da Selecção Nacional Sénior Feminina”

  1. ... Says:

    Aposto que se passar por algumas atletas seleccionáveis na rua nem as conhece. Provavelmente o único jogo feminino que terá visto esta época foi o “All Star” e é porque deve ter sido obrigado a ir. “Tacho” é mesmo a expressão correcta, não fosse a Federação uma grande família na verdadeira acepção da palavra

  2. Vergonha Says:

    De facto a Federação não deixa de nos surpreender com as suas decisões fantásticas! Já não basta o Seleccionador Nacional que temos para agora termos Carlos Seixas (profundo conhecedor do basket feminino),como adjunto. Parecia mal estar a pagar tanto dinheiro para gerir o site da Federação (diga-se que não deve ser muito dificil, dada a qualidade..), que acharam que mais um “tacho” seria o ideal.
    É uma afronta para quem há anos trabalha no feminino. Quer treinadores homens, quer mulheres. Querem nomes?! Aqui vão dois ou três que de certeza mereciam bem mais outro reconhecimento. Homens: José Araújo, João Janeiro, João Paulo Silva, João Vieira. Mulheres: Ana Catarina Neves, Isabel Ribeiro dos Santos, Teresa Barata.
    A Federação continua a dar de comer a uns quantos à custa de todos nós. Dizer que o basket está muito bem com as Festas, é enganar toda a gente que se dedica à modalidade: atletas, treinadores e os poucos dirigentes que existem..
    Não estamos no bom caminho e parece que não querem ver. Antes pelo contrário, mandam-nos areia para os olhos!


  3. Oi, achei muito legal o teu blog! Posts bacanas!

    Vou adicionar aqui nos meus favoritos ;)

    Até mais,

    Fabi


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: