Michael Jordan entra no Hall Of Fame

Michael Jordan foi investido esta sexta-feira no Hall of Fame do Basquetebol, numa cerimónia que teve lugar na cidade de Springfield.

“Ao contrário do que vocês pensam, não sou o único que está a ingressar no Hall of Fame. É um grupo e tenho orgulho de fazer parte dele e, acreditem, irei recordá-los da mesma forma que eles lembram de mim”, afirmou Jordan

Na cerimónia, realizada na cidade de Springfield, no estado norte-americano do Massachusetts, foram também homenageados David Robinson, antigo poste dos San Antonio Spurs, John Stockton, ex-base dos Utah Jazz, Jerry Sloan, técnico que comanda os Jazz há vários anos, e Vivian Stringer, técnica da equipa feminina Universidade Rutgers

Michael Jordan começou por dizer que nasceu para o basquetebol quando  o seu primeiro treinador colegial, na Carolina do Norte, o deixou fora da equipa, dizendo-lhe que não era suficientemente alto. “Espero que esteja seguro de que cometeu um erro comigo, sem dúvida alguma”, disse Jordan, “picando” igualmente o rival Isiah Thomas, que o quis “marginalizar no primeiro All Star Game” em que participou.

Jordan disse ainda que, desde a primeira hora, desejou mostrar a Isiah, como a Magic (Johnson), Larry (Bird)e George (Gervin), a cada um deles, que merecia ser distinguido, tal como eles.

“Penso que durante toda a minha trajetória como profissional, consegui  o objetivo, sem que ficasse qualquer dúvida”, frisou “Air” Jordan, que  também quis agradecer aos treinadores Jeff Van Gunday e Pat Riley, a cujas equipas sentia que tinha de ganhar, acima de tudo.         

Como não podia deixar de ser, os Chicago Bulls também foram mencionados: houve agradecimentos para toda a organização, nomeadamente para o dono Jerry  Reinsdorf e o diretor geral Jerry Krause.         

“Ambos foram decisivos para conseguir uma equipa ganhadora, com jogadores como Scottie Pippen e o resto dos companheiros, que me deram toda a ajuda do mundo”, disse, acrescentando: “De Phil Jackson recebi todo o apoio mental para ser cada dia melhor”.         

A finalizar, Michael Jordan, membro da equipa olímpica norte-americana vencedora das medalhas de ouro em 1984 e 1992, deixou um agradecimento generalizado: “A todos, obrigado, por terem tornado possível a minha presença aqui, entre os melhores de todos os tempos do basquetebol profissional, que foi a minha vida”, rematou o inigualável Michael Jordan.  

Vejam qui o vídeo com a notícia:

Advertisements
Explore posts in the same categories: Competições - NBA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: